quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Ciência confirma: quanto mais tempo você passar com a sua mãe, mais ela viverá



A relação entre uma mãe e seus filhos geralmente é intensa e cheia de carinho. Quando nascemos, é com a nossa mãe que temos o contato mais emocionante, e os laços vão se tornando cada vez mais bonitos e fortes. Na infância, é ela quem nos ensina a dar os primeiros passos e a pronunciar as primeiras palavras – não é de se espantar, portanto, que tenhamos a figura materna como uma das mais importantes da nossa vida.
Se você tem a sorte de se dar bem com a sua mãe, se corre contar suas conquistas para ela e se não hesita em pedir colo quando sente que é preciso, temos uma notícia maravilhosa: está cientificamente comprovado que quando mais tempo você passa ao lado da sua mãezona, mais tempo de vida ela vai ter.
O mesmo vale para a suas avós e para as pessoas mais velhas que você tem em sua família. Quanto mais tempo vocês passarem unidos, melhor. O estudo que nos trouxe essa belíssima conclusão foi realizado pela Universidade da Califórnia, em São Francisco, nos EUA.
Lá, os cientistas contaram com a ajuda de 1.600 pessoas com idade média de 71 anos. O que se verificou foi que os idosos mais solitários tinham taxas de mortalidade mais altas em relação aos que contavam sempre com a companhia de seus familiares.
Não é de hoje que pesquisadores do comportamento humano nos alertam para o fato de que a solidão é prejudicial. O estudo recente revelou, no entanto, que a solidão é muito pior para quem está na terceira idade. Ou seja: quanto mais você ficar velho, mais vai precisar da companhia de pessoas queridas.
Essas considerações nos fazem rever o papel das casas de repouso, muitas vezes retratadas de forma negativa. No final das contas, é muito melhor para a saúde do idoso que ele fique em um lugar com mais pessoas e recebendo os devidos cuidados do que fique em casa sozinho, à espera de uma visita.

Nenhum comentário: