sexta-feira, 21 de julho de 2017

Operação impacto do Exército inspeciona clubes de tiro em Alegrete e São Francisco de Assis



O Exército Brasileiro, por meio do Sistema de Fiscalização de Produtos Controlados (SisFPC), está realizando, no período de 17 de julho a 4 de agosto de 2017, a Operação Impacto.
Esta Operação está sendo coordenada pela DFPC (Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados) nas doze regiões militares, alcançando todo o território nacional. O Serviço de Fiscalização de Produtos Controlados da Guarnição de Alegrete, atua subordinado ao SFPC da 3ª Região Militar e realiza as inspeções nos clubes de tiro de Alegrete e São Francisco de Assis, bem como  palestras com a finalidade de fiscalizar e orientar os eventos desenvolvidos pelos clubes de tiro e atiradores em atividade nesses locais.
Além disso, visa incrementar os laços de colaboração e troca de experiências com àquelas entidades e seus usuários, com o propósito de ampliar a qualidade dos serviços prestados pelo SisFPC. Procedimentos tais como a verificação da documentação, das condições de segurança, das ações no trato com os Produtos Controlados pelo Exército (PCE) e do controle da prática do tiro esportivo são alguns dos aspectos a serem verificados, tudo de acordo com as normas em vigor.
Essa será a primeira operação, desenvolvida de maneira centralizada, com este escopo, e, sendo assim, terá um caráter de orientação técnica, buscando o fortalecimento daquelas entidades de tiro como unidades parceiras na fiscalização de atividades com PCE.
Em razão de os clubes e as federações de tiro serem tratados como entidades parceiras do SisFPC, prestadoras de serviços aos atiradores, usuários do sistema, é que a DFPC vem buscando trabalhar com transparência e correção, de modo a promover mais agilidade e efetividade às ações de fiscalização do Exército, o que incrementa a qualidade do serviço prestado pelo sistema.
Como exemplo do esforço realizado para captação de sugestões e melhoria do atendimento aos usuários, cita-se a criação do Conselho Consultivo do SisFPC, em abril deste ano. No Conselho encontram-se representantes de diversos segmentos da sociedade envolvidos com Produtos Controlados pelo Exército, incluindo as representações relativas às entidades de tiro, fortalecendo ainda mais o trabalho conjunto que a DFPC vem desenvolvendo, por meio da Nova Governança do Sistema, desde 2015.
A Operação tem a previsão de fiscalizar cerca de 550 entidades de tiro, incluindo nesse cenário os eventos de competição e práticas de tiro desportivo, ministrar palestras de orientação aos atiradores e interessados, empregando, aproximadamente, 900 militares da Força Terrestre. O arcabouço legal para o desenvolvimento da atividade de Fiscalização de PCE está previsto no inciso VI, do Art. 21 da Constituição Federal e no Decreto nº 3.665, de 20 de novembro de 2000 (R-105).
O CTCA, Clube de Tiro e Caça de Alegrete, entidade que promove o tiro esportivo há 20 anos em nossa cidade, apoia a Operação Impacto e recebeu no dia 19 do corrente, a visita dos militares do 6º RCB/SFPC para fiscalização, esclarecimento e troca de informações.

Nenhum comentário: