sexta-feira, 7 de julho de 2017

Acordo com TVs gera problema para CBF ajustar calendário em ano de Copa do Mundo




Por conta da Copa do Mundo da Rússia, a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) tenta montar um quebra-cabeça para ajustar o calendário de 2018, em meio a um novo cenário com Libertadores e Copa do Brasil disputados até o final do ano e ao acordo com as emissoras de televisão.

Segundo revelou o jornalista Rodrigo Mattos, as Federações pressionam para não perder datas de seus Estaduais. Competições como o Paulista e o Carioca têm contratos com a Globo para um mínimo de datas, o que geraria perda de valor. 

Atualmente, 18 datas são destinadas para os Estaduais. No entanto, é bem improvável que CBF possa reduzir essas competições para encaixar o calendário. Uma tendência é o início desses campeonatos voltar a ocorrer em janeiro, comprometendo a pré-temporada. No entanto, ainda não há martelo batido sobre o assunto.

Além disso, há ainda questões sobre o encaixe das Copas Verde, do Nordeste e da Primeira Liga. Essa última pode virar competição de pré-temporada, mas o contrato com a Globo torna complicada a sua extinção. Já o Nordestão está garantido com 12 datas por contrato com o Esporte Interativo.

O calendário atual teve 111 datas de competições somadas, sendo algumas coincidentes como Copa do Brasil, Sul-Americana e Libertadores. Dessas, há 38 datas do Brasileiro, e 18 para o Estadual que já ocupam todos os finais de semana.

O problema é que com a Copa-2018 não poderá haver jogos entre 14 de junho e 15 de julho. Haverá uma perda de dez datas. A CBF já disse que não vai paralisar o Brasileiro durante o período de preparação do Mundial, assim como fez na Copa-2014. O entendimento na confederação é de que isso é inviável. 

Esses e outros elementos serão levados em conta pela CBF em um calendário que promete ser mais complicado até do que o da Copa de 2014 que foi no país. A confederação ainda não informou quando sairá o documento.

Nenhum comentário: