sexta-feira, 26 de maio de 2017

Polícia Civil prende suspeito de homicídio contra jovem de São Borja ocorrido na rodoviária de Porto Alegre

Polícia Civil prende suspeito de homicídio ocorrido na rodoviária de Porto Alegre

Na manhã desta sexta-feira (26/05), a Polícia Civil, por meio da 2ª Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa  (DPHPP), em conjunto com a 1ª Delegacia de Polícia (DP) de São Borja, sob a coordenação da delegada Roberta Bertoldo e do delegado Marcos Ramos Viana, desencadeou a Operação Javã, com o objetivo de prender os suspeitos da morte de um jovem na rodoviária de Porto Alegre. Foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão em São Borja, um em Uruguaiana e um em Canoas. Durante a ação, um homem foi preso em São Borja  e celulares foram apreendidos em Uruguaiana.
O caso ocorreu em novembro do ano passado, quando um homem de 24 anos foi executado ao desembarcar na rodoviária da Capital, após vir de São Borja, buscando fugir de ameaças de morte. As investigações apontaram que a vítima teria viajado para a Capital para fugir de ameaças perpetradas por um grupo criminoso que atuava na cidade de São Borja, mas foi surpreendida quando, em Itaqui, ingressou no coletivo um integrante do grupo. O referido indivíduo tinha por missão monitorar a vítima. Esta, já temerosa do que poderia ocorrer, enviou mensagem para sua irmã informando da presença do indivíduo no ônibus.
Chegando em Porto Alegre, o “olheiro” saiu do ônibus logo depois da vítima, enquanto o responsável pela execução a aguardava circulando pela rodoviária desde muito cedo. Após tomar conhecimento da chegada da vítima, aguardou o melhor momento e a executou em uma parada de ônibus, em horário de grande circulação de pessoas.
Segundo a delegada Roberta Bertoldo, o indivíduo que serviu de olheiro para a associação criminosa, assegurando o conhecimento do caminho que seria tomado pela vítima, foi preso em São Borja. Ele tem 20 anos, com antecedentes por roubo, tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. Em Uruguaiana, foi cumprido mandado de busca e apreensão na Penitenciária Modulada Estadual, onde foram apreendidos dois aparelhos celulares na cela onde se encontra preso o mandante do homicídio, de 26 anos, com extensos antecedentes por homicídio, tráfico de drogas e roubo. Contra ele também foi expedido mandado de prisão preventiva pelo fato.
A delegada Roberta Bertoldo destaca o trabalho integrado com a equipe da Polícia Civil de São Borja que desde o dia do homicídio auxiliou na apuração do crime mediante troca de informações sobre o grupo criminoso atuante naquele município. “Desde as primeiras horas da investigação, o delegado Marcos e sua equipe nos contataram para troca de informações e dados sobre suspeitos, resultando na realização do trabalho em conjunto no dia de hoje”.
O delegado Marcos Viana acrescentou que o homicídio ocorrido na cidade de Porto Alegre teve como origem a disputa, entre dois principais grupos criminosos, por pontos de tráfico de drogas no município de São Borja.
Já o Diretor do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa, delegado Paulo Grillo, destaca a relevância da troca de informações entre as equipes de investigação e a colaboração na hora da execução da ação, o que foi fundamental para o êxito das diligências.

Nenhum comentário: