quinta-feira, 18 de maio de 2017

PGR pede prisão de Aécio Neves e decisão caberá ao plenário do STF



A Procuradoria-Geral da República pediu a prisão do senador Aécio Neves (PSDB-MG) em ação decorrente da operação Lava Jato, e o relator do caso no STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Edson Fachin, decidiu encaminhar a solicitação ao plenário da corte, de acordo com a emissora Globonews.
Aécio é alvo nesta quinta-feira de operação da Polícia Federal que cumpre mandados de busca e apreensão em endereços do senador no Rio de Janeiro, em Minas Gerais e em seu gabinete no Congresso Nacional, ações que são desdobramento da operação Lava Jato.
Aécio também foi afastado pelo STF do mandato de senador, de acordo com uma fonte da Polícia Federal.
A operação foi deflagrada depois que Aécio foi gravado pedindo 2 milhões de reais ao empresário Joesley Batista, um dos donos do frigorífico JBS, segundo reportagem do jornal O Globo na noite passada confirmada à Reuters por três fontes.

Nenhum comentário: