terça-feira, 23 de maio de 2017

Estado Islâmico assume autoria de ataque terrorista em Manchester que deixou 22 mortos, entre eles crianças, e 59 feridos

Explosão deixa mortos e feridos em show de Ariana Grande na Inglaterra - 22/05/2017

O grupo extremista Estado Islâmico (EI) reivindicou nesta terça-feira o atentado terrorista ocorrido na noite de ontem, junto à Manchester Arena, na Inglaterra. Através de aplicativos de mensagens usados pelos jihadistas, os extremistas afirmaram que um “soldado do califado” foi responsável pela explosão registrada ao fim do show da cantora americana Ariana Grande, que deixou 22 mortos, entre eles crianças, e 59 feridos.
A terminologia usada na mensagem do EI indica que, provavelmente, o grupo não organizou o ataque, mas sim que alguém inspirado pela ideologia extremista agiu por conta própria.
Segundo a primeira-ministra inglesa Theresa May, autoridades acreditam que o atentado foi conduzido por um homem-bomba, morto na explosão. Sua identidade é conhecida pelas forças de segurança, que mantêm sigilo para não prejudicar a investigação e trabalham para identificar pessoas envolvidas no planejamento do ataque. Também nesta terça, um homem de 23 anos foi detido por conexão com o atentado, informou a polícia da cidade.

Nenhum comentário: