segunda-feira, 29 de maio de 2017

Em Santiago, Brigada Militar é chamada para atender ocorrência de violência doméstica, mas na Polícia Civil a família desiste do registro policial e diz que nada havia acontecido



Na noite de sábado uma guarnição da Brigada Militar foi chamada na Rua Raquel Pacheco, Vila Rica em Santiago, para atender uma ocorrência de violência doméstica. A chegar à residência perceberam que os envolvidos era um casal, o filho e uma nora. O filho estava com pai dominado no chão e apresentava sinais de embriaguez. Ao serem questionados sobre os fatos, disseram que o marido havia ameaçado agredir a sua esposa e a nora, sendo que o filho interveio impedindo a agressão. As partes envolvidas tinham acionado a BM e queriam registrar a ocorrência. Todos foram levados para o plantão da Polícia Civil, sendo que na delegacia no momento de efetuar o registro policial e demais providências, as partes desistiram e disseram que não haviam sido ameaçadas e tampouco agredidas. A nora do acusado foi quem ligou para o fone 190 da BM comunicando o fato.

Nenhum comentário: