sábado, 13 de maio de 2017

Em Santiago, baixo estoque preocupa banco de sangue

Resultado de imagem para foto de banco de sangue


Diminui o estoque no banco de sangue junto ao Hospital de Caridade de Santiago. De acordo com o bioquímico, Lírio Botonelli, a situação é comum em todo o sul do Brasil, levando em consideração, nesta época,  a vacinação da gripe.

Segundo  o médico só é permitido doar sangue trinta dias após a aplicação. Afirmou ainda que até a última quinta-feira, 11, existiam  somente dez bolsas de sangue, baixo estoque frente à expansão do Hospital de Caridade de Santiago que atende cerca de 30 municípios da região. Chamou de “ limite crítico” a reserva atual, conclamando a população apta a doar sangue.

Botonelli destacou também  a importância do comprometimento familiar, quando da necessidade de sangue para algum parente. É importante que as pessoas também contribuam para manter o estoque. Observou que isso só é possível diante de um doador.

O bioquímico lembrou que para manter os estoques do banco de sangue em dia são necessários, em média, de 10 a 15 doadores/dia. Naturalmente a maioria das pessoas possuem sangue  O+ (positivo) e  5% O- (negativo).

Para ser um doador é preciso estar em boas condições de saúde; ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (menores de 18 anos, devem ter autorização dos pais ou responsáveis; pesar no mínimo 50kg; estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas); estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação) e apresentar documento original com foto recente, que permita a identificação do candidato, emitido por órgão oficial.


Nenhum comentário: