sábado, 6 de maio de 2017

Em Alegrete, menina de 12 anos está grávida e pai de colega é suspeito do abuso sexual



Parece que isso nunca vai acontecer com pessoas próximas ou em nossa região, mas assusta ao saber que muitas vezes não é apenas uma caso. Uma criança gerando um filho. Porém o agravante no caso de uma menina de 12 anos que esta grávida com mais de cinco meses de gestação, em um bairro próximo ao centro de Alegrete, é que ela teria sido abusada.
Conforme informações do delegado Marcelo Pacheco(responsável pelo caso), a menor disse que o ato foi cometido por um homem de 55 anos, pai de uma colega da vítima. Em depoimento ela falou que a amiga ligou e a convidou para ir até a residência e que ao chegar no endereço, o acusado estava sozinho e que houve o ato sexual. Ainda não foi confirmado se foi consentido ou estupro.
O caso está sendo investigado pela Polícia Civil e tem acompanhamento do Conselho Tutelar. A adolescente está sendo acompanhada por psicólogo, além de fazer o Pré Natal. Ela estuda em uma escola municipal e mora com o pai, a madrasta e a avó. No primeiro depoimento, o acusado negou o envolvimento e se colocou à disposição para realizar o teste de DNA. Segundo o Delegado, o caso já está no Judiciário.
O fato choca e serve como alerta aos pais ou responsáveis, para que cada vez mais cuidem seus filhos procurando saber com quem andam, o que fazem e sempre ter o maior cuidado, conforme já alertou a Promotora da Infância e Juventude, Bianca D’alessando Kosciuk, que afirma que os casos que chegarem até ela serão apurados para responsabilizar os pais por estes menores, nos casos em que forem comprovado negligência.

Nenhum comentário: