quinta-feira, 4 de maio de 2017

A Força do Querer: Jeiza salva a vida de Ritinha com parto no meio de tiroteio

Jeiza (Paolla Oliveira) e Ritinha (Isis Valverde) em cenas de A Força do Querer, da Globo - Montagem/Divulgação/TV Globo

O bebê que Ritinha (Isis Valverde) espera vai nascer no meio de um tiroteio em A Força do Querer. Com contrações, a gestante sairá de táxi para a casa da mãe e ficará presa em um engarrafamento causado pela troca de tiros entre policiais e bandidos. Envolvida na operação policial, Jeiza (Paolla Oliveira) entrará no automóvel a pedido do motorista e fará o parto da rival. Ela salvará a vida da mãe e do filho.

A "sereia" sairá de casa escondida mesmo sabendo que está para dar à luz. Ela não conseguirá falar com Ruy (Fiuk). Teimosa, arrastará Marilda (Dandara Mariana) com ela para que Edinalva (Zezé Polessa) faça um ritual com rezas e banhos antes que seu filho nasça.

As cenas estão no capítulo 50 da novela das nove, previsto para ser exibido no dia 30. Ao mesmo tempo em que as contrações de Ritinha aumentarem, o telespectador verá Jeiza no meio do conflito. Zeca (Marco Pigossi) e Ruy também estarão presos no trânsito, cada um em seu carro.

Um policial será atingido no tiroteiro, e uma bala também vai perfurar a lataria do carro em que Ritinha estará. "Vamos tentar chegar naquela mureta ali, Ritinha, que o povo  se escondendo lá", falará Marilda, nervosa. " aguentando, não. Marilda, o menino  vindo.  sentindo ele descer", responderá a grávida.

"Acudam! Alguém acuda aqui", gritará Marilda. "Gente passando mal. Ajuda aí! Mulher parindo aqui dentro, algum policial ajuda aqui!", pedirá o taxista.
Jeiza se arriscará entre os disparos e correrá até o táxi. Chegará pedindo calma e ficará pasma ao reconhecer Ritinha. Ela avisará que o bebê está virado e precisa desvirar. A policial acalmará a rival e conseguirá desvirar a criança com movimentos em sua barriga. 

O roteiro da sequência descreve que, na hora em que Ritinha parir, os fios de Zeca e Ruy (cordão que foi partido por um índio e dividido entre eles quando se salvaram de morrer afogados na infância) vão cair das mãos dos dois rapazes.
Os pedaços de cordões representam a profecia de um pajé, que disse para eles terem cuidado com o que vier das águas.

"Nasceu", gritará Jeiza, antes de o choro do bebê vir à tona. A loira entrará no carro e pedirá para o motorista levá-las dali. Policiais vão abrir o caminho, mas mãe e filho não irão para o hospital. Serão levados para a casa de Edinalva.

Jeiza entregará a criança à avó e pegará Ritinha no colo. Ela colocará a "sereia" em uma cama. Mãe e filho ficarão bem.

Ruy vai chegar depois e se emocionará com herdeiro, sem imaginar que o menino não é seu filho, mas, sim, de Zeca.

Nenhum comentário: