segunda-feira, 8 de maio de 2017

A Força do Querer: Irene usa nome falso e esconde assassinato de ex-marido

Irene (Débora Falabella) em cena; personagem revelará que se chama Solange Lima  - Artur Meninea/TV Globo


Irene (Débora Falabella) não é só uma mulher obcecada por Eugênio (Dan Stulbach). Ela tem um passado misterioso em A Força do Querer. A autora Gloria Perez começará a dar pistas do que a arquiteta esconde no capítulo do dia 16. Em conversa com uma amiga, Irene revelará que não teme que o assassinato de seu ex-marido venha à tona porque não se chama mais Solange Lima.

Irene Steiner é um nome falso que a arquiteta usa. Se ela matou ou não seu ex-marido, isso ainda será segredo por algum tempo. Após essas revelações, Irene continuará cercando Eugênio sem que ninguém desconfie de nada.

A única pessoa que ficará intrigada será Silvana (Lilia Cabral), que comentará com a empregada Dita (Karla Karenina) sobre Irene não ter amigos nem ninguém saber de onde ela veio.

Para vigiar Eugênio, a arquiteta indicará uma amiga para ser secretária de Caio (Rodrigo Lombardi). Irene incrementará o currículo de Mira (Maria Clara Spinelli) para que o advogado a contrate.

Irene vai esperar a amiga sair da entrevista de emprego. Ansiosa, mandará Mira entrar em seu carro para saber como foi. Irene, aliás, pagará uma grana a Mira por fora para que ela se mantenha no Rio de Janeiro como sua espiã, já que a nova personagem alegará que o salário de secretária não dará para pagar todas as suas despesas.

"Contratadíssima. Ele ficou impressionado com minha experiência profissional. Amiga, sei não, o cara é todo entrosado com a área de segurança, será que não é correr risco demais?", comentará Mira.
"Risco de quê, Mira? Dele descobrir um furinho nesse currículo? Tipo não achei sua inscrição no curso de inglês? Duvido muito, sabe que eu sou boa nisso", rebaterá a arquiteta.

Mira insistirá que Caio é especialista em segurança e pode mandar fazer um levantamento sobre ela. "Essa gente ligada à segurança é tão desconfiada de tudo. Pode chegar naquele caso da morte do seu marido", soltará.

Irene, que estará dirigindo, freará o carro bruscamente, irritada. Ela mandará Mira não falar sobre o assassinato de seu ex: "Que marido? Eu nunca tive marido. Nunca mais abre a boca pra falar disso".

Mira perguntará se ela não tem medo de ser descoberta. "Não tenho! Até porque eu me chamo Irene Steiner! Soa bem diferente de Solange Lima", dirá.

Nenhum comentário: