sexta-feira, 7 de abril de 2017

Violência contra idosos aumentou ano passado em Alegrete



A violência doméstica não escolhe classe e nem idade.
Registros policiais apontam que aumentou  a agressão contra idosos em Alegrete desde 2016.
O pior é que a violência contra os idosos é praticada dentro de casa e por pessoas da família. São filhos contra os pais e netos que agridem estas pessoas.
A assistente social do Centro de Referência Especializado em Assistência Social – CREAS, Gislaine Alves, confirma que este tipo de violência aumentou em Alegrete. Na sua opinião é fruto da desestruturação familiar  está relacionada à drogadição ou uso de álcool por pessoas que convivem com estes idosos. “Não é só nas classes baixas, idosos de famílias com melhores condições também sofreram violência por parte de algum familiar, pondera a Assistente Social.
Os técnicos dos CREAS só passam a acompanhar pessoas que sofrem  violência ou passam por algum problema depois de registro na DP e feito o encaminhamento ao orgão, que funciona em salas do prédio do antigo Fórum na Praça Getúlio Vargas.
O Conselho do Idoso não está em atividades, portanto alguma denúncia de maus tratos contra idosos deve ser avisada à Brigada Militar ou a Policia Civil.

Nenhum comentário: