sábado, 1 de abril de 2017

Polícia Rodoviária Federal de Santiago prende condutor alcoolizado após causar acidente, agredir e desacatar policiais e socorristas







Condutor embriagado causa transtornos na BR 287 em Santiago, colide frontalmente com outro veículo, agride policiais e socorristas, e é preso por embriaguez ao volante, desacato, ameaça e resistência à prisão.

Na tarde desta sexta-feira, 31, às 15:30, a PRF foi informada pela sua Central de Operações de que o condutor de um veículo GM Montana de Santiago havia atropelado vários cones de sinalização da obra de manutenção da BR 287, localizada no quilômetro 455, próximo à Vila Nazaré, e que ainda havia ameaçado com uma faca funcionários da empresa de manutenção.

A partir da denúncia relatada a ronda da PRF iniciou deslocamento para averiguar a ocorrência, sendo transmitido durante o trajeto de um acidente do tipo colisão frontal ocorrido no quilômetro 420 da BR 287. Chegando ao local observou-se que um dos veículos envolvidos no acidente tratava-se do denunciado anteriormente. Foi constatado pelos agentes que a Montana invadiu a pista contrária e colidiu frontalmente em uma Fiat Strada de Santiago, sendo que os dois ocupantes da Strada não sofreram lesões. O condutor do veículo Montana, um homem de 37 anos, residente em Santiago, apresentava visíveis sinais de embriaguez, demonstrando alteração de humor e agressividade, recusando-se, até mesmo, a receber os primeiros socorros, já que apresentava escoriações e dores lombares. 

Durante a tentativa de prestar-lhe socorro, o motorista passou a desacatar e agredir os policiais e socorristas que estavam no local. Ao ser oferecido o teste do etilômetro, o condutor recusou-se, continuando com os desacatos, chegando a tentar agredir um dos policiais. Diante dos fatos apresentados foi dada voz de prisão pelos crimes de embriaguez ao volante, ameaça, desacato e resistência, sendo conduzido algemado ao Hospital de Caridade de Santiago para maior segurança dos socorristas e do próprio motorista. 

O Delegado de Polícia Civil de Santiago autuou o flagrante que tornou-se inafiançável devido aos delitos cometidos. O condutor permaneceu hospitalizado sob a custódia da SUSEPE, até que seja liberado da internação, quando deverá ser conduzido ao Presídio Estadual de Santiago.

Nenhum comentário: