sábado, 1 de abril de 2017

Pelo menos 20 pessoas seguem internadas depois de incêndio em fábrica de calçados em Santo Antônio da Patrulha



incêndio de grandes proporções que atingiu a sede da indústria calçadista RR Shoes, em Santo Antônio da Patrulha, na manhã de sexta-feira, ainda segue provocando estragos neste sábado (1º). Pelo menos 20 funcionários da empresa estão internados no hospital da cidade em observação, devido à inalação de fumaça. Já no local, as chamas ainda são combatidas pelos bombeiros, quase 24 horas depois do início do incêndio.
Segundo o comandante do Corpo de Bombeiros de Santo Antônio da Patrulha, tenente Gerson Solano, o fogo atingiu o depósito da RR Shoes, onde mais de 300 mil pares de sapatos estavam estocados. O produto seria despachado a partir de hoje para as lojas.
“O fogo teria começado num anexo ao depósito, onde são colocados restos de material”, conta o comandante, informando que vizinhos da fábrica foram os primeiros a perceber as chamas. “Quando os funcionários chegaram, o fogo já tinha chegado as caixas de sapatos”.
De acordo com o comandante, 55 pessoas tiveram que ser atendidas na emergência do hospital por causa da fumaça. “Destas, 24 seguem em observação”, detalha.
Morte - Um funcionário da empresa morreu, a caminho do hospital, ainda na sexta-feira, depois de sofrer um ataque cardíaco ao ver a fábrica pegar fogo.
A empresa - Fundada em 16 de março de 2007, a RR Shoes tem 10 anos no mercado. Em 2015, a indústria conquistou os direitos da marca Via Uno, depois do processo de recuperação judicial da calçadista. Com matriz em Santo Antônio da Patrulha, a empresa possui unidades em Teutônia e Caraá. Com cerca de 950 funcionários, a RR Shoes produz uma média de 11 mil pares de sapatos por dia, cerca de 220 mil por mês.

Nenhum comentário: