terça-feira, 4 de abril de 2017

Na chegada ao CAS, advogados do Inter afirmam que já se sentem "vitoriosos"




Os advogados do Inter foram os primeiros a chegar à sede da Corte Arbitral do Esporte (CAS), em Lausanne, para a audiência do Caso Victor Ramos, nesta terça. Por volta de 8h40min (3h40min no horário de Brasília), os três representantes colorados desembarcaram, à bordo de um táxi, na sede do Tribunal e fizeram uma rápida análise do caso antes de entrarem na sala da corte.

Na palavra dos advogados, o Inter já se sente "vitorioso" pelo fato do tema ter chegado ao CAS para ser julgado. Nos bastidores, o clube já projeta os próximos passos após o anúncio a sentença.

— Nós já nos sentimos vitoriosos por estarmos fazendo o que é certo. Que é perseguir os nossos direitos e defender o que acreditamos, que é o cumprimento da lei e do regulamento do campeonato — disse o vice jurídico Gustavo Juchem.

— O torcedor pode ter confiança que o trabalho vai ser bem feito — completou o advogado colorado Rogério Pastl.

O Inter pleiteia a perda de 109 pontos do Vitória, por suposto uso irregular do zagueiro Victor Ramos, o rebaixamento do clube baiano e, consequentemente, a recondução do clube à Série A.

Porém, outra hipótese solicitada pelo clube no recurso é a transferência da audiência para o STJD no Brasil. O problema, neste caso, seria a falta de tempo. O início do Brasileirão está marcado para daqui a cinco semanas.

— Em principio entendemos que haveria tempo hábil (para o STJD julgar), mas vamos aguardar os trabalhos de hoje e a decisão para poder avaliar — finalizou Juchem.

Juchem e Pastl chegaram ao CAS ao lado de Diego do Canto — o terceiro representante jurídico do clube presente na Suíça. Poucos minutos antes, já havia chegado à corte o suíço Ross Wenzel, contratado pelo Inter, que, no entanto, preferiu não falar com a imprensa. O último jurista contratado pelos colorados a chegar foi o irlandês David Casserly.

— Espero ansiosamente para poder apresentar o caso — limitou-se o advogado.

A audiência iniciou às 9h (4h no horário de Brasília) e tem previsão de oito horas de duração.

Nenhum comentário: