sábado, 15 de abril de 2017

Juiz do Trabalho é morto a tiros em frente ao filho em Porto Alegre

Foto TV Record

Um juiz do Trabalho, da comarca de Santa Rosa, foi morto a tiros em frente ao filho de nove anos na manhã deste sábado na zona Sul de Porto Alegre. Segundo informações preliminares da Brigada Militar (BM), o crime ocorreu na rua Zenóbia Lúcia de Deus, no bairro Jardim Vila Nova. O magistrado foi identificado como Cláudio Roberto Ost, de 50 anos.
O delegado Daniel Mendelski relatou neste sábado que Ost chegava de uma viagem na companhia do filho, da namorada e de uma amiga. Os quatro entraram na casa da companheira do magistrado e foram surpreendidos pela presença do ex-namorado da mulher, um adolescente de 17 anos. Houve uma discussão e o jovem saiu da residência. 
Mais tarde, no momento em que o magistrado deixava a casa foi surpreendido pelo adolescente, que disparou cinco vezes pelas costas. O delegado Daniel Mendelski explicou que o suspeito e a então namorada do juiz teriam terminado o relacionamento há seis meses. Cláudio Roberto Ost ficou viúvo depois de perder a esposa em um acidente. 
Cláudio Roberto Ost ingressou na Justiça do Trabalho do Rio Grande do Sul em 20 de julho de 1990, como servidor. "Em 1º de junho de 1994, tomou posse como juiz do Trabalho substituto. Ele foi promovido a juiz titular em 7 de março de 2002, atuou na 1ª Vara do Trabalho (VT) de Bagé, na VT de Santo Ângelo, na 1ª VT de Santa Rosa, na VT de Frederico Westphalen, na 2ª VT de Santa Rosa e, em março de 2003, reassumiu a titularidade da 1ª VT de Santa Rosa". 

Nenhum comentário: