domingo, 23 de abril de 2017

Goleiro Keiller entra na vaga de Lomba, pega dois pênaltis e leva Inter à final do Gauchão



goleiro
  Keiller, monstro!
Foi suado. Foi sofrido. Foi com emoção. Assim como o torcedor colorado já está acostumado. O Inter está, mais uma vez, na grande final do Campeonato Gaúcho. Depois de vencer por 1 a 0 no Gigante, o Caxias respondeu com o mesmo placar, neste domingo (23/04), no Centenário. Porém, a competência colorada nas cobranças de pênalti falou mais alto e a estrela do jovem goleiro Keiller brilhou, garantindo a vaga para o Colorado.
Lesão de Lomba
A partida começou quente em Caxias do Sul, com diversos lances ríspidos de disputa de bola e discussão entre os jogadores. Mas foi em lance sozinho que Marcelo Lomba acabou lesionando-se e sendo obrigado a deixar o campo mais cedo. Aos cinco minutos, após bater o tiro de meta, o goleiro sentiu lesão na coxa direita e foi obrigado a dar lugar ao garoto Keiller, que entrou para a sua estreia no time principal.
Duro castigo
Mesmo com a vantagem de ter vencido a primeira partida por 1 a 0, em Porto Alegre, o Colorado saiu em busca de mais um gol para dar tranquilidade. Aos 21 minutos, um lance incrível. Em jogada ofensiva bem tramada, Rodrigo Dourado encontrou Edenilson livre projetando-se na área adversária. O volante entrou cara a cara com Lúcio e driblou o goleiro, mas o chute bateu caprichosamente na trave.
O castigo veio quatro minutos depois. Após cruzamento de Wagner pela direita, Júlio César cabeceou forte, sem chances para Keiller, e abriu o placar no Centenário.
Pênalti claro não marcado
Aos 37 minutos ainda da primeira etapa, o Inter teve um pênalti claro a seu favor sonegado pela arbitragem. Nico López foi lançado dentro da área e, na hora do drible, o zagueiro Laércio visivelmente interceptou a bola com a mão. Porém, a arbitragem nada viu e mandou o lance seguir.
Inter volta pressionando
O time colorado voltou para o segundo tempo colocando pressão para empatar o jogo e obter a classificação. Aos 13 minutos, Alemão cruzou rasteiro e Brenner chutou cruzado, mas o goleiro Lúcio buscou no cantinho. Dois minutos depois, foi a vez de Uendel. Depois de troca de passes na área adversária, Alemão ajeitou para o lateral-esquerdo, que chutou por cima da meta do Caxias.
Keiller brilha
Aos 20 minutos de jogo, Marlon foi derrubado por Léo Ortiz e Daniel Bins entendeu que o lance ocorreu dentro da área. Na reclamação, Brenner esbarrou no árbitro, que expulsou o centroavante colorado. Porém, na hora do pênalti, brilhou a estrela do garoto Keiller. Gilmar bateu forte no canto esquerdo e o goleiro voou na bola, espalmando para o lado. Um lance inesquecível para o jovem goleiro em sua estreia.
Keiller brilha (parte II)
Mesmo com um jogador a menos, o Colorado ainda foi para frente e pressionou o Caxias nos últimos minutos. Entretanto, a decisão para a final do Gauchão acabou mesmo encaminhando-se para a disputa de pênaltis. Mais uma vez, o garoto Keiller provou ser diferenciado.
Na decisão de penalidade máximas, todos os cobradores colorados acertaram: D'Alessandro, Victor Cuesta, Valdívia, Nico López e Diego. Pelo lado do Caxias, Jajá, Reis e Júlio César também converteram, mas Marlon parou nas mãos de Keiller, o grande personagem da classificação colorada. 
ICHA TÉCNICA
Caixas (1): Lúcio; Thiago Machado, Edson Borges, Laércio e Geninho; Marabá (Fredson Baiano), Elyeser, Reis e Warner (Marlon); Júlio César e Gilmar (Jajá). Técnico: Luis Carlos Winck
Internacional (0): Marcelo Lomba (Keiller); Alemão, Léo Ortiz, Victor Cuesta e Uendel; Anselmo (Diego), Rodrigo Dourado, Edenilson (Valdívia) e D'Alessandro; Nico López e Brenner. Técnico: Antonio Calos Zago.
Local: estádio Centenário, em Caxias do Sul.
Gol: Júlio César, aos 25 minutos do primeiro tempo (C).
Arbitragem: Daniel Nobre Bins, auxiliado por Maurício Penna e André da Silva Bitencourt.
Cartões amarelos: Laércio, Wagner e Gilmar (C); Alemão, Léo Ortiz, Victor Cuesta, Uendel e D'Alessandro (I).
Cartão vermelho: Brenner (I).

Nenhum comentário: