sexta-feira, 31 de março de 2017

Mulher do senador Lasier diz que foi traída e que agressões eram frequentes



Em uma nota pública divulgada por sua advogada, a mulher do senador Lasier Martins (PSD-RS) afirma que o motivo da briga que terminou na agressão por parte do parlamentar foi uma traição do marido.
 
Também diz que os casos de violência são recorrentes. "A discussão recente que gerou novas agressões se deve ao conhecimento de minha cliente de nova traição do Senador. A senhora Janice buscou explicações com o companheiro sobre o caso extra-conjugal, o que resultou em novas agressões. O Senador omite a verdade, porque não quer falar sobre sua vida amorosa fora do casamento".
 
Na nota, ela também desmente explicações dadas por Lasier em relação ao caso. "Viemos a público dizer que as agressões contra a jornalista já vêm de algum tempo. O casal ainda não havia dado entrada no processo de dissolução da união estável".

Confira a nota na íntegra: 


"Em respeito ao direito de defesa de minha cliente a Sra. Janice Santos, companheira do Senador da República Sr. Lasier Martins, informo à imprensa que foi registrado Boletim de Ocorrências na Delegacia da Mulher de Brasilia no dia 28/03/2017.

Viemos a público dizer que as agressões contra a jornalista já vem de algum tempo. O casal ainda não havia dado entrada no processo de dissolução da união estável, como alega o senador Lasier Martins.

A discussão recente que gerou novas agressões se deve ao conhecimento de minha cliente de nova traição do Senador. A Sra. Janice buscou explicações com o companheiro sobre o caso extra-conjugal, o que resultou em novas agressões.

O Senador omite a verdade, porque não quer falar sobre sua vida amorosa fora do casamento.

Infelizmente o que começou como uma história de amor para minha cliente, acabou se transformando em um pesadelo".

Nota do senador Lasier Martins:
"A propósito de ocorrência policial registrada por sua mulher Janice, o senador Lasier Martins informa que está em processo judicial de separação litigiosa no Foro do Distrito Federal. 
Esclarece que não houve a alegada agressão física, mas ações e manobras da mulher no sentido de tirar proveito em tentativa de acordo no processo judicial. 
O senador está triste com o acontecimento e aguarda o andamento do processo judicial onde apresentará provas de sua inocência".

Nenhum comentário: