segunda-feira, 20 de março de 2017

Fim de semana registra 24 mortes violentas no Rio Grande do Sul


O Rio Grande do Sul registrou 24 mortes violentas entre o meio dia de sexta-feira (17) e a manhã desta segunda-feira, conforme contagem realizada pelos veículos do Grupo RBS. Foram 16 homicídios e oito mortes no trânsito. Mais uma vez, a Região Metropolitana lidera a contagem de homicídios. Foram 11 no total.
O último caso ocorreu em Montenegro, no Vale do Caí, onde um tiroteio em um bar deixou um homem morto e dois feridos na noite deste domingo (20). Segundo a Brigada Militar, dois criminosos encapuzados e com boné invadiram o estabelecimento atirando. Testemunhas relataram que foram cerca de 10 tiros dentro do bar. Morreu no local Dionatan Machado, de 27 anos, com antecedentes por furto de veículo. Os outros feridos foram atingidos por tiros em locais não vitais, segundo a Brigada Militar.
Ainda no domingo, um homem foi encontrado morto com diversas marcas de tiros na manhã no município de Vera Cruz, no Vale do Rio Pardo. A vítima foi identificada como Rafael Helfer, de 30 anos. Conforme informações da Brigada Militar (BM), o corpo foi encontrado na localidade de Rebentona, na divisa com o município de Candelária. Não há informações sobre as motivações do crime.
A Brigada Militar foi acionada por volta das 8h. Populares encontraram o corpo de Helfer caído de bruços, com o rosto no barro. Ele estava com os pés e as mãos presos por fitas adesivas. A polícia encontrou diversas capsulas de fuzil calibre 556 ao redor do corpo.  O caso foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento (DPPA) de Santa Cruz.
No trânsito, dois acidentes ocorreram em vias urbanas. Uma colisão resultou na morte de um motorista no Centro de Novo Hamburgo, no Vale do Sinos, na madrugada desta segunda-feira. Segundo a Guarda Municipal, um veículo Gol bateu em um Volwskagen Up da empresa Ronda, onde estava Farbrício Kurtz Pedroso, de 37 anos. Ele morreu no local.
Já em Porto Alegre, uma ciclista morreu após ser atropelada na noite deste domingo, por volta das 18h30. Segundo a Brigada Militar, a mulher, de 77 anos, atravessava a avenida Salvador França, no bairro Jardim Botânico, em frente a sua residência quando foi atingida por um veículo. O motorista do carro fugiu após o atropelamento, mas foi preso pela Brigada Militar a poucos metros do acidente. Ao ser realizado o teste do bafômetro, constatou-se que o condutor do veículo estava embriagado.

Nenhum comentário: