quinta-feira, 2 de março de 2017

Em Alegrete, falta de médico legista impõe mais sofrimento às familiares que necessitam desse serviço



Com a aposentadoria do médico legista, o Dr Dionísio Menin da Silva  assumiu esse serviço, em Alegrete, o Dr Décio Passos Sampaio Peres.
Sempre que o óbito não for por morte natural ou não houver o atestado do médico que assistiu o paciente, este deve passar pelo Legista.
Neste último final de semana, o Dr Décio não estava na cidade. Só que sem este profissional na cidade além da perda de um familiar, os responsáveis sofrem ainda mais quando dependem deste serviço.
Foi o que aconteceu, no último sábado 26, quando o corpo do idoso que caiu no Rio Ibirapuitã e foi resgatado, pelos Bombeiros, teve que ser removido a Livramento, porque não havia legista em Alegrete.
O Secretário da Saúde, José Fábio Pereira esclarece que o Dr Décio Peres, responsável por este serviço, em Alegrete está de férias e devido a isso a Polícia Civil se encarrega de encaminhar para outro profissional na cidade mais próxima.

Nenhum comentário: