sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Pai suspeito de matar a filha e crime é descoberto em velório do acusado

Pai suspeito de matar a filha e crime é descoberto em velório do acusado Alencar Pereira,RBJ.com.br/Arquivo Pessoal

Um homem que morreu de acidente de trânsito nesta semana, no Paraná, é suspeito de matar a própria filha. A morte da menina só foi descoberta porque a mãe não conseguiu explicar a ausência dela no velório. 
Joar Feliciano Martins, de 24 anos, morreu na terça-feira, em virtude de um acidente com motocicleta, em Palmas, no Paraná, onde residia. No velório dele, em Palmas, os familiares sentiram a ausência da filha da vítima, Isabeli Aguilera Martins, de três anos.
A mãe, Raquel da Luz Aguilera Martins, não conseguiu explicar direito a ausência e os familiares desconfiaram que algo havia acontecido e acionaram a Polícia Civil.
O delegado de Ponte Serrada, Maiko Frank Vivi, disse que a polícia fez uma investigação e descobriu que a menina havia morrido em Catanduvas, onde o casal morava antes de se mudar para Palmas.
Então o delegado solicitou a prisão da mãe, que ocorreu na quarta-feira. Em depoimento Raquel afirmou que a menina havia sido morta pelo pai. Durante uma surra a menina teria batido a cabeça e morrido.
Então, conforme relatou à Polícia Civil de Palmas, o casal levou o corpo da filha para Passos Maia, onde foi enterrada numa propriedade rural do Assentamento Conquista do Horizonte, de propriedade do avô paterno da criança, que não mora no local.
 Raquel contou para a polícia que não denunciou o caso pois tinha medo do marido, que era violento e a teria ameaçado.
De acordo com o delegado de Ponte Serrada ela foi encaminhada para o Presídio Regional de Chapecó.
- A mãe foi presa por ocultação de cadáver e a fiança está estipulada em R$ 10 mil- disse Maiko Frank Vivi.
O Instituto Geral de Perícias está analisando a ossada, em Xanxerê, para identificar a causa da morte.

Nenhum comentário: