quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Nota Fiscal Gaúcha eleva premiações e repasses a entidades para R$ 30 milhões



O governo do Estado, em parceria com a Secretaria da Fazenda, aumentou este ano para R$ 30 milhões as premiações e repasses às entidades que participam do programa Nota Fiscal Gaúcha (NFG). O valor corresponde a R$ 15 milhões destinados igualmente às áreas da saúde, educação e social, e outros R$ 15 milhões para os prêmios individuais e especiais dos contribuintes.

O planejamento foi apresentado nesta quarta-feira (1), na sede da Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD), em Porto Alegre, teve a presença do governador José Ivo Sartori e do secretário Giovani Feltes. O valor do prêmio mensal passa de R$ 278 mil para R$ 856 mil e o prêmio especial, que acontecia apenas uma vez ao ano, ganha duas edições no valor de R$ 1 milhão cada.

"Essa é uma maneira de fiscalizar o destino dos recursos e ajudar entidades sociais. É mais um sinal que o imposto pago pelo cidadão é revertido em serviços à sociedade", disse Sartori. Segundo ele, exigir a nota fiscal ajuda no combate à sonegação de impostos. "Pedimos que a sociedade participe mais ativamente e exerça sua cidadania", ressaltou.
Para o secretário Giovani Feltes, a participação e a solidariedade são as raízes do programa. "É uma ação com grande potencial para auxiliar ainda mais entidades. Cada vez que incentivamos a solidariedade, novos caminhos se constroem", afirmou.

Em relação ao atendimento, a área de saúde do programa passa de 97 entidades para 224 beneficiadas como prefeituras, hospitais e centros de recuperação. Na educação, o atendimento será ampliado de 617 para 1.250. O setor de desenvolvimento social também apresenta crescimento, passando de 352 para 600.

A ampliação do atendimento representa 1,3 milhões de cidadãos cadastrados no programa, o que corresponde a 12% da população.

Nenhum comentário: