segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Hospital público de Santa Maria suspende partos por falta de pediatra



Casa de Saúde de Santa Maria suspendeu a realização de partos na instituição. A Associação Franciscana de Assistência à Saúde (Sefas), empresa terceirizada pela prefeitura para a gestão do hospital, diz que a medida foi adotada, ainda na quarta-feira, porque falta um pediatra. A administração do hospital afirmou que está à procura de um profissional.
Sem o pediatra não haveria como fechar a escala de trabalho, o que provocou o fechamento temporário do centro obstétrico. A situação só deve ser normalizada em 10 dias. Todas as gestantes que precisam de atendimento pelo SUS estão sendo encaminhadas ao Hospital Universitário de Santa Maria (Husm). O movimento aumentou tanto que a unidade do Centro Obstétrico está superlotada.
Na manhã desta sexta-feira havia 24 grávidas esperando para terem bebês. Deste número, 15 gestantes aguardavam por um leito em cadeiras e macas improvisadas. A UTI Neonatal do hospital também está superlotada. O local tem capacidade para 10 leitos, mas hoje está com 15 recém-nascidos acomodados em um espaço improvisado.

Nenhum comentário: