sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Clubes discutem pay-per-view fora da Globo e conversam com Esporte Interativo




Alguns clubes que assinaram contrato com o Esporte Interativo para a transmissão do Campeonato Brasileiro na TV fechada a partir de 2019 voltaram a se sentar na mesa com a emissora.


Segundo informações do site da ESPN, Santos, Atlético-PR, Coritiba e Bahia estiveram reunidos com o canal esportivo da Turner no dia 1º de fevereiro, em Curitiba, agora com outra pauta também para o período 2019-2024: o pay-per-view. 

Ainda inicial, a discussão abordou detalhes de um eventual contrato e contou com a participação de seus departamentos jurídicos, mas não chegou a definir os valores a serem divididos pelos quatro clubes.

A princípio, existe a predileção por um modelo com 50% de forma igualitária, 25% de acordo com posição do campeonato e outros 25% a partir de assinaturas. Mesmo com mudanças recentes, ainda há insatisfação com a Globo no PPV.

Os dirigentes indicam controvérsia no formato de pesquisa realizado pelos institutos Ibope e Datafolha para determinar o rateio da receita. Mais recentemente, a pedido das equipes, a base de assinantes passou a ser consultada também. Ainda assim, há margem para melhora, segundo as partes.

Porém, os quatro clubes não descartaram uma negociação com a Globo, cujo contrato atual vai até 2018. O objetivo é chegar a uma proposta em bloco.

A meta o bloco é atrair ainda o Palmeiras, que fechou recentemente com o EI na TV fechada, e ter, assim, 25% do Brasileiro. O serviço de pay-per-view é oferecido hoje apenas através do canal Premiere, da Globosat. Outros encontros devem acontecer nos próximos dias.

Nenhum comentário: